De onde?

“Você não é daqui, né?”. Essa é a frase que eu mais escuto por aqui.  A minha cara de perdida me denuncia.

As pessoas ficam na dúvida se eu sou burra ou se acabei de chegar. Daí vem a meio afirmação, meio pergunta para se certificar que é a segunda opção. Sendo eu de outro lugar alguns me ajudam gentilmente e outros tentam me passar a perna.

Até que um dia o taxista continuou a conversa:

— Ah, mas a senhora é da onde então?

Eu respondo que sou de São Paulo, já pronta para discutir as mazelas do trânsito. Quando o moço me responde com cara de estranhamento:

— Mas a senhora não tem cara de quem é de São Paulo também não – e ainda acrescenta – e olha que eu conheço um bocado de gente de lá.

Eu meio indignada, meio intrigada pergunto para ele de onde eu tinha cara então?

—  De onde, de onde eu não sei não, mas a senhora tem cara de gringa.

Tá bom, pode até ser. Meu pálido transparente habitual não ajuda muito no convencimento de que eu sou brasileira, nunca ajudou. Porém eu não dou o braço a torcer e argumento:

— Mas eu falo português.

E ele sem titubear:

— Uma gringa que fala português muito bem.

Cet article a été publié dans Brasília, Insolite. Ajoutez ce permalien à vos favoris.

Un commentaire pour De onde?

  1. Nane dit :

    Faz sentido, porque na França e na Suíça ninguém achava que você era brasileira! Todo mundo achava que você era de um país em que se falava francês esquisito… Hehehe…

Laisser un commentaire

Entrez vos coordonnées ci-dessous ou cliquez sur une icône pour vous connecter:

Logo WordPress.com

Vous commentez à l'aide de votre compte WordPress.com. Déconnexion /  Changer )

Photo Google+

Vous commentez à l'aide de votre compte Google+. Déconnexion /  Changer )

Image Twitter

Vous commentez à l'aide de votre compte Twitter. Déconnexion /  Changer )

Photo Facebook

Vous commentez à l'aide de votre compte Facebook. Déconnexion /  Changer )

w

Connexion à %s