Ah! Paris…

Faz mais de uma semana que eu cheguei e ainda não tinha dado as caras por aqui, e nem foi por culpa da internet, que funcionou logo que eu cheguei. Foi preguiça mesmo, somada a mudança e arrumação, mas enfim preguiça.

Já estou bem instalada em um outro quarto desta vez ao lado da cozinha e um pouquinho menor que o meu ano passado. Os franceses se divertem testando a minha capacidade de adaptação. Mas o fato é que eu consegui encaixar tudo no devido lugar. Também já começaram as aulas que ao que tudo indica vão ser boas, apesar do trabalhinho considerável que vou ter nesses dois semestre.

Mas no fim das contas o que me animou a escrever hoje não foi nenhuma dessas coisas e sim o fato de que tive um dia tipicamente parisiense e não me pareceu estranho (não se preocupem, os bons hábitos de higiene ainda são mantidos!). O dia não envolveu baguetes, bicicletas, boinas, torre eiffel ou algo que o valha.

Na verdade começou cedo, com uma manhã fria e um RER lotado, ao chegar na faculdade tive que discutir com dois guardas que não queria me deixar entrar porque eu ainda não tenho a carteirinha da faculdade apesar de já estar tendo aula. Pouco depois fui enfrentar fila e a burocracia francesa, e fui informada por uma simpática senhora que para fazer o documento que eu queria eu precisava de um outro documento, que na verdade exigia uma cópia do documento que eu estava tentando fazer como pré-requisito (deu para entender a confusão ?). Sai de lá e peguei um sanduíche na boulangerie mais próxima e fui andando e comendo até pegar o ônibus, respondi a pesquisa de opinião da companhia de transportes como se fosse a coisa mais importante do mundo. Passei no mercado pela terceira vez consecutiva na semana, paguei 5 euros por 5 fatias de presunto e comprei mais iogurte do que uma pessoa normal deveria comer. E peguei uma bela chuva acompanhada de vento quando voltava para casa. E achei tudo isso muito normal. Só percebi que não estava em casa e sim em Paris, quando dois turistas japoneses vieram pedir informação de como chegar no Arco do Triunfo.

Cet article a été publié dans Chegada, France, Insolite. Ajoutez ce permalien à vos favoris.

Laisser un commentaire

Entrez vos coordonnées ci-dessous ou cliquez sur une icône pour vous connecter:

Logo WordPress.com

Vous commentez à l'aide de votre compte WordPress.com. Déconnexion /  Changer )

Photo Google+

Vous commentez à l'aide de votre compte Google+. Déconnexion /  Changer )

Image Twitter

Vous commentez à l'aide de votre compte Twitter. Déconnexion /  Changer )

Photo Facebook

Vous commentez à l'aide de votre compte Facebook. Déconnexion /  Changer )

Connexion à %s