L’Italie, la France et la vie

melange-023.jpgmelange-005.jpgmelange-004.jpg

Um velho ditado diz que ninguém fica bonito sob uma lupa. Eu acho que isso é verdade também sobre cidades. Quando estamos viajando, geralmente, estamos num humor bom e cada lugar que visitamos parece unico, a comida boa, as ruas charmosas e pouco reparamos nos defeitos.

Fui para Turim na Pascoa e adorei a cidade. Além de poder ver o namorado, o clima estava bom, passeamos pelas pracinhas da cidade, tomamos sorvete e andamos pelas vitrines da Via Roma. Tudo me pareceu muito bonito. Torino tem um charme de cidade italiana, cheia de praças, onde as familias passeiam aos domingos, tem os Alpes ao redor da cidade que fazem de qualquer caminhada um passeio turistico e tem vias pequenas onde se escondem as boas pizzarias e Piazzas lindas onde se encontram os grandes cafés. Em todos os lugares as pessoas eram muito simpaticas e me tratavam muito bem apesar da minha absoluta incapacidade de falar algo além de « prego » em italiano, tudo muito diferente de Paris.

Por outro lado, eu passei 5 dias na cidade, vi tudo o que ela tinha de bonito, mas não deu tempo de ver os defeitos. Eu não tive que lidar com a burocracia italiana, nem enfrentar o caotico trânsito da cidade, não tive que ir com pressa para o trabalho ou escola e o ônibus atrasou e nem precisei resolver problemas muito grandes – além de que sabor de sorvete eu iria tomar – em italiano. O namorado, que mora por lah faz quase um mês, jah teve que entrentar pelos menos 3 dos 4 problemas que eu mencionei.

A mesma coisa se aplica a Paris. A cidade é linda, inquestionavelmente, e cada vez que eu passeio pelo Sena ou ando no Quartier Latin ou tomo um café olhando o movimento na rua, fico abobada com o charme e a beleza da cidade. Mas eu me pergunto, quantas vezes eu, ou qualquer pessoa que mora em Paris, pode realmente fazer essas coisas? Em geral estão todos preocupados em pegar rapido o mêtro para chegar no trabalho ou na escola sem enfrentar muito congestionamento. Estão lidando com outros franceses mal humorados que servem mal no restaurante, trombam com as pessoas na rua e pagam muito mais caro do que deveriam para viver aqui.

Por isso não acho razoavel uma pessoa que vem visitar a Europa, ou qualquer outro lugar do mundo, sair pensando que lah é o paraiso e que se morasse em tal ou tal lugar nunca iria reclamar porque é tudo tão bonito. Também não acho razoavel – embora o faça muitas vezes – sair reclamando de tudo e não aproveitar o que cada lugar oferece. Mas a verdade é que cada cidade tem seu charme e cabe a cada um aproveitar a sua – a maior parte do tempo -, e a alheia, nas férias.

Fotos de Torino no domingo de Pascoa.

Publicités
Cet article a été publié dans Viagem. Ajoutez ce permalien à vos favoris.

Un commentaire pour L’Italie, la France et la vie

  1. Nane dit :

    Pri,
    Que fotos lindas! Eu também quero conhecer só o lado bom de Turim! Mas prometo que não esqueço que existem problemas também…
    Bjs.

Répondre

Entrez vos coordonnées ci-dessous ou cliquez sur une icône pour vous connecter:

Logo WordPress.com

Vous commentez à l'aide de votre compte WordPress.com. Déconnexion /  Changer )

Photo Google

Vous commentez à l'aide de votre compte Google. Déconnexion /  Changer )

Image Twitter

Vous commentez à l'aide de votre compte Twitter. Déconnexion /  Changer )

Photo Facebook

Vous commentez à l'aide de votre compte Facebook. Déconnexion /  Changer )

Connexion à %s